Um grande talvez

quinta-feira, dezembro 10, 2015


Talvez o nosso maior erro, seja o medo. A incerteza do desconhecido nos leva a pensar duas, três, mil vezes antes de tentar algo novo. O medo de que, algo dê errado novamente e nos decepcione. Talvez a gente realmente atraia aquilo que transmite. A ideia de que, tudo pode sempre dar errado, faz com que realmente dê. E então, deu errado porque era o destino conspirando contra você ou porque você não permitiu que desse certo? Talvez nunca saibamos a resposta.

Quem tem medo, vive em um eterno "E se". Pra evitar sofrimentos futuros, sofremos em um presente que acreditamos doer menos. Talvez doa. Talvez não. A verdade é que ninguém tem a resposta certa. Uns arriscam para descobrir, outros não.

Chega um momento em que, a vida vai falar mais alto. Vai gritar, clamar por um mergulho seu. Você vai mergulhar de cabeça, sem nem se importar com a profundidade. Talvez seja raso. Talvez não. Isso nem sempre dependerá de nós. Mas o retorno à superfície sim. E não é porque você perdeu o caminho uma vez que não vai aprende-lo na próxima. É vivendo que se aprende a viver.

Talvez o mundo seja daqueles que ousam. Daqueles que se jogam, mergulham, se entregam. Sofrem. E como sofrem. Mas são esses que aprendem o caminho mais rápido. São esses que vivem aquilo que lhes aparece pela frente, sem medo. Sem julgamentos precipitados ou sentenças imediatas. O mundo está farto de pessoas rasas. E talvez seja a hora de voltar a mergulhar. Só talvez.

Outros posts interessantes para você

0 comentários

Seu comentário é super bem-vindo! Obrigada pela visita! :)