Um dia de cada vez

quarta-feira, maio 06, 2015


Eu tenho amor e desamor a todo momento. Mudo de ideia a todo instante. Sou folha seca, vou aonde o vento leva. Distraída, viajo na minha imaginação e me perco por la diversas vezes. Já quis ficar, já quis desistir, já quis mudar, já quis parar. Hoje, só quero seguir em frente. Um dia de cada vez. Tenho sonhos, metas. Parei de tentar controlar tudo e apenas viver o que está acontecendo agora. O problema aparece hoje e eu resolvo, sem pensar muito em como ele vai se transformar amanhã. Se tenho vontade de falar, digo. Se não estou pra papo, saio fora. 

Por diversas vezes estive em conflito entre o que penso e o que acham que eu deveria pensar. Será que é certo? Será muito careta ou talvez moderninho demais? Digo o que sinto ou deixo pra lá? Será? Porque? É certo? Errei? Aaah, porque tantas perguntas? Chega de perguntas. Chega de pontos de interrogação. Quero mais pontos, de exclamação, de preferência! Chega de tanta cobrança. Não preciso ser perfeita, não preciso acertar sempre, não preciso me preocupar com o que vão pensar.

Comecei a observar mais as pessoas. Ali, do meu canto. Como se ninguém pudesse me ver. Dali, enxergava a todos, mas ninguém me via. Percebi então que a cobrança maior, vinha de mim mesma. Ninguém se importava se o que eu fazia era certo ou não, só eu mesma. Eu poderia sair às 23h ou passar a noite fora. Poderia beber todas numa terça à noite pra afogar as mágoas. Ou talvez, passar o dia trancada no quarto vendo tv. Quem sabe ainda, beijar o cara errado e me arrepender depois. Ninguém se importaria. As pessoas estão ocupadas demais para se preocupar com o que eu faço de certo ou errado. Foi aí que percebi, que se eu não viver a minha vida, ninguém mais viverá.

O mundo está ao contrário e ninguém reparou. Eu mudei e ninguém reparou. Reparei os meu erros e ninguém notou. Hoje, o que eu mais quero é viver. Viver um dia de cada vez, sem me preocupar se vão me julgar ou não. A louca que muda de ideia a todo tempo, a folha seca que vai com o vento, a inconstante que chora e ri ao mesmo tempo, esta sou eu. Esta sou eu de coração aberto, de cabeça limpa e mente viajante, vivendo cada dia como se fosse o último.

Outros posts interessantes para você

0 comentários

Seu comentário é super bem-vindo! Obrigada pela visita! :)