Texto: Terra que ninguém vê

quarta-feira, janeiro 21, 2015

Engraçado como julgamos o outro sem pensar em nós mesmos. Apontar o erro do outro, condenar, 'crucificar', julgar. As denominações são inúmeras, o significado é um só. Hipocrisia. O que nos faz pensar que somos capacitados pra dizer a alguém o que fazer de sua vida? Quem somos nós pra entender o que o outro quer pra si? "Coração dos outros é terra que ninguém pisa." ; "(...)ninguém habita"; "(...)ninguém passeia". Ninguém nunca vai saber mais dos seus desejos do que você mesmo. Não há analista que lhe diga o que é melhor pra você. Há sempre aquele que quer ajudar, tentar mostrar um caminho ou uma direção. Mas no final, na hora do "vamo ver", quem escolhe é você.

"Você não vai fazer isso", "Você não pode escolher aquilo", "Não quero que vá nesse lugar"... E o que você quer? Já se fez essa pergunta? Já tentou fazer o que queria fazer e quando queria fazer? Experimente. O tempo todo nos dizem o que fazer e quem ser. Porquê? Eu quero ver o vídeo que eu quiser, quando bem entender. Quero ir à festa que eu quiser, sem ninguém me impedir. Quero viajar, gritar, sorrir, cantar mal, ser escandalosa, pagar mico, quebrar a cara, aprender, crescer, me fortalecer, encontrar um caminho, viver. Quero ser quem eu escolher ser. 

Se errei, foi porque precisei. Se estou aqui hoje, é porque aprendi. Com aprendizado, cresci. Meu coração é meu guia, e ainda que demore, ele sempre me mostra o que fazer. 


Outros posts interessantes para você

0 comentários

Seu comentário é super bem-vindo! Obrigada pela visita! :)