Lobo Solitário, madrugadas e descobertas.

segunda-feira, fevereiro 17, 2014


E então, em meio a seus devaneios da madrugada, ela descobriu: Não gostava de Lobos. Gostava da ideia de estar ao lado de um, mas nunca gostou dele propriamente. Descobriu que Lobos poderiam viver em alcateia e ainda assim serem eternos solitários. 
Mas não, essa história não se trata de Lobos solitários. Essa história é dela. Ela que, simplesmente descobriu, seguido da descoberta do Lobo Solitário, que só amara uma vez na vida e temia que fosse a única. Esperava ansiosamente pela pessoa que reacendesse seu coração e a fizesse soltar aquele sorriso bobo outra vez. Em meio a todos os seus dramas habituais, se deixava levar pelos sonhos e a esperança de sair deles apenas quando sua realidade fosse ainda melhor. 

Outros posts interessantes para você

2 comentários

  1. Com certeza ela ainda vai amar muito nessa vida! Mas dessa vez um principe, ao inves de um lobo ;)

    www.saltoquinze.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Lobos Solitários não amam a ninguém além de si mesmos...rs

      Excluir

Seu comentário é super bem-vindo! Obrigada pela visita! :)